Por que automatizar a segurança da nuvem é algo obrigatório?

É impossível uma equipe humana garantir a total proteção da cada instância. Ela não pode eliminar brechas assim que surgem nem garantir o cumprimento de todas as centenas de políticas de segurança. Além disso, pode cometer um erro e esquecer de ativar recursos. O exército de robôs da plataforma oferecida pela Direct Cloud consegue:

MONITORAR TODAS AS INSTÂNCIAS 24X7, SEM SE CANSAR

Os bots monitoram as instâncias todo o tempo de forma altamente eficiente - algo que os humanos não são capazes de fazer.

RESOLVER PROBLEMAS ASSIM QUE SURGEM, E NÃO APENAS NOTIFICAR

Os robôs não só notificam a equipe sobre uma brecha OU o não cumprimento de uma política, como também tomam uma medida para contornar o problema de forma automática.

IMPEDIR A DESATIVAÇÃO DAS FERRAMENTAS DE SEGURANÇA

Assim que invade uma conta, um cibercriminoso desativa as ferramentas de segurança. Os robôs impedem isso.

Como a plataforma de automação oferecida pela Direct Cloud funciona?

Como a plataforma de automação oferecida pela Direct Cloud funciona?

A plataforma gerencia os recursos de nuvem automaticamente em tempo real.

Ela se conecta às APIs nativas da nuvem para coletar dados sobre os recursos e monitorá-los continuamente atrás de mudanças (criação, alteração ou exclusão de recursos) e quebras de políticas.

Cada mudança cria um evento que desencadeia uma verificação do cumprimento das políticas e, se necessário, a tomada automática de uma medida para corrigir o problema.

Além de automatizar o gerenciamento da nuvem, a plataforma também gera um inventário completo, detalhado e atualizado de toda a infraestrutura de nuvem, que permite o controle do ciclo de vida dos recursos.

Estas são algumas das mais de 100 tarefas realizadas pelos robôs:

- Impossibilitar a abertura não autorizada de portas de rede por colaboradores que decidem realizar suas atividades fora do escritório;
- Assegurar a aplicação de criptografia nos bancos de dados;
- Garantir a aplicação da autenticação de dois fatores e de outras medidas de segurança;
- Assegurar que os certificados SSL não são vulneráveis e que não estão expirados;
- Assegurar que todas as senhas de acesso às contas são fortes;
- Garantir a realização de backups;
- Dar as permissões adequadas para cada colaborador, com base no seu cargo e função;
- Garantir que as contas de nuvem que se conectam com os sistemas corporativos estão protegidas;
- Impedir que as ferramentas de segurança disponibilizadas pelos provedores sejam desativadas;
- Entre muitas outras.

Nossos Números

+ 10

Nuvens suportadas

+ 386.452

Recursos em nuvem gerenciados

+ 13.410

Ações tomadas